Paulão? Quem é o Paulão?

Minha foto
Vespasiano, Sudeste/Minas Gerais, Brazil
Professor, Geógrafo, pai, um cara muito família, adora conversar com os amigos e um apaixonado pela sua profissão.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Carta aos companheiros...

Dever cumprido e uma excelente perspectiva são sentimentos que quero compartilhar aqui neste instante com nossos nobres e verdadeiros companheiros de luta. Um alívio como pai, ao saber que minhas filhas podem retornar a sala de aula para ter aulas de verdade. Muitas idéias eclodindo nesta pequena massa cefálica. Mas a maior e melhor de todas as situações é saber que nestes momentos de tanta angústia e sofrimento conseguimos perceber que nunca estivemos realmente sozinhos, pois o nosso Grande e adorado Pai esteve e estará sempre ao nosso lado, a ele toda glória. Muito obrigado meu Deus!

Nesta longa batalha ou neste que foi o maior movimento de greve já registrado em Minas, conseguimos clarificar uma série de concepções e obter real comprovação das instituições e das categorias que compõem este maquiavélico sistema de governo, dentre as observações podemos comprovar:

- A mídia subserviente que lutou sempre a favor do governo foi realmente desmascarada e muitos tiveram que mudar o discurso e ou continuar a manutenção do discurso vazio e inócuo. Mas foi muito bom perceber e comprovar claramente que os meios de manipulação em massa não conseguiram ser bem sucedidos nesta proposta. Nós professores conseguimos provar isto e conseguimos ser mais fortes.

- Conseguimos desmascarar este governo que praticamente nunca enfrentou uma oposição significativa. Mostrando para o povo de Minas, do Brasil e enfim do mundo as verdadeiras mazelas à qual estávamos submetidos desde a sua criação. Alguns podres até começaram a aparecer! Mesmo que de forma velada, mas apareceram.

- Um dado que ainda entristece e que muito temos que fazer para subverter, que é a alienação de nossa sociedade, dado que comprovamos e que infelizmente ainda coloca uma série daqueles que se intitulam “educadores” em um mesmo bojo.

- As instituições jurídicas que lutam para manter o Status Quo do poder executivo e desta classe podre que é a burguesia. Praticamente todas as decisões favoreceram o Estado, mesmo que comprovadamente arraigadas de erros, injustiças e incoerências.

- A PMMG que agiu de maneira extremamente truculenta e que utilizou de muita força e praticamente nenhum diálogo, para atender as ordens dos chefes do executivo e do legislativo. Neste caso as entidades que representam este setor tentaram uma justificativa, que em minha opinião ainda não convenceu, por uma série de motivos. Primeiro, eu como bom Geógrafo, Educador e defensor da paz não apoio de forma alguma a violência. Além disto, não estamos aqui tratando de pessoas que apelam e ou apelaram para o extremismo, o fundamentalismo em nosso país ainda não se faz necessário, graças a Deus.

- O MPMG que deveria defender e fiscalizar a coerente aplicabilidade das leis agiu de forma conivente e provou ser extremamente domesticado aos interesses e idéias do poder executivo.

- Ao Poder Legislativo que mostra a cara de um Poder HOMOLOGATIVO, com pouca moral e com alguns exemplares que deveriam ser execrados da política nacional, devida a conjuntura atual, mas que infelizmente expressam e ainda representam o resultado de uma verdadeira escolha baseada na falta de racionalidade, noção e de acesso à educação. Com infelizmente pouquíssimas exceções.

- Aos que se intitulam “educadores” e assumiram postos de trabalho nas escolas estaduais durante nossa gloriosa batalha, aqueles que se intitulam “educadores” e que assinaram ponto e continuaram servindo ao governo, aos que tratam a educação como “bico”, aqueles que apontam e ameaçam covardemente para aqueles que lutam para conseguir dignidade para todos.

O recado é claro para todos que foram citados e sem muitas delongas: “tremei-vos” os verdadeiros lutadores ainda continuam sua jornada. Sabemos que o momento é de conciliação e é claro que queremos paz, mas de acordo com os dizeres do Grande Yuka do grupo O Rappa: “... paz sem voz, paz sem voz
não é paz, é medo!
”.

Não estou acusando ninguém, não é este o objetivo desta espécie de desabafo estou apenas relatando a postura e quem sabe até a falta dela nesta nossa jornada de lutas e espero com este texto possa promover muita reflexão. Se juntarmos todas estas peças e intitularmos esta coisa toda de “engrenagens de uma máquina”, com a luz da razão e da certeza que temos, poderíamos afirmar: estas engrenagens são frágeis e estão ruindo e este um mais um grande passo para a nossa tão sonhada REVOLUÇÃO and “y believe” (eu acredito), and “y have a dream” (eu tenho um sonho).

Agradecimentos temos muitos a fazer meu nobre companheiro, dos especiais quero dedicar aqui ao nosso grande Comandante João Martinho e também ao agora 3º Sargento Sr. Geraldo, que resistiram bravamente em importantes frentes e intervenções, (vocês são exemplos para todos nós, temos muito que aprender com vocês ainda). À você meu caro amigo que com tanta maestria, destreza e com este dom maravilhoso concedido por Deus que pôde em muitas e muitas vezes confortar os milhares de educadores desta tão vasta Minas Gerais com os informes, artigos e vídeos do “internacional” Blog do Euler. A nossa grande organizadora e sempre preocupada Claúdinha que cuidou de todos nós com um carinho ímpar de mãe. A todos os companheiros de São José da Lapa e Vespasiano que resistiram bravamente e ajudaram a lotar aquela Assembleia desde o ínicio de nossa jornada histórica. Aos meus amigos, companheiros da luta, do trabalho, da vida e é claro dos butecos: Anderson, Alex, Kakau, Rockmil, Sérgio, Carlinhos Picareta e tantos outros. Aos meus professores que me ensinaram à lutar, lutaram comigo e ainda continuarão lutando. A minha esposa e filhos que tiveram que ter muita paciência e amor comigo para chegar até aqui. E claro, à Deus, pois sem ele não somos nada e com o exemplo de seu filho que nos ensinou a maior de todas as lições, o amor. Também nos ensinou outra coisa muito importante, a LUTA.

Um abraço e até a vitória;

Professor Paulo Miquéias Alves Teixeira

PAULÃO DA GEOGRAFIA

2 comentários:

  1. A very usefull article – A big thank you I hope you will not mind me blogging about this article on my blog I will also link back to this post Thanks

    ResponderExcluir
  2. A very usefull article – A big thank you I hope you will not mind me blogging about this article on my blog I will also link back to this post Thanks

    ResponderExcluir